PESQUISAR

Financiamento no agronegócio: entenda como obter recursos

Tempo de Leitura: 9 minuto(s)

Publicado em 25 de Setembro de 2018. Por: SÉCULO XXI - CONVENIADA FGV.

TAG's: financiamento, agronegocio, entenda, obter, recursos

O agronegócio brasileiro é considerado uma das grandes alavancas para o desenvolvimento econômico do país, exercendo o papel “da locomotiva brasileira que conduz o país”. Várias são as razões desse sucesso, mas você sabia que o financiamento no agronegócio é um dos pilares mais importantes?

De fato, o desenvolvimento do país agrário e o financiamento no agronegócio possuem relação direta, ou seja, o acesso facilitado a diversas formas de financiamento aliado às taxas competitivas no mercado econômico exercem grande importância no desenvolvimento do agronegócio.

Hoje em dia já são muitas as possibilidades de financiamento no agronegócio. Mas, para buscar a melhor linha para nosso negócio é fundamental que saibamos nossas reais necessidades quanto a esse capital obtido.

Para isso, devemos fazer a análise correta da nossa empresa. Somente dessa forma as chances de comprometimento com a incapacidade de pagamento do financiamento no agronegócio serão reduzidas.

Quer saber mais sobre como obter financiamento no agronegócio brasileiro com maior segurança? Veja tudo no nosso texto de hoje.

Conceito de financiamento no agronegócio

Por definição, todo financiamento caracteriza-se por uma operação financeira em que a parte financiadora, representada por uma instituição financeira, fornece recursos para outra parte que está sendo financiada, para que esta possa executar investimentos específicos em necessidades previamente acordadas.

O financiamento é semelhante a um empréstimo, entretanto os recursos do financiamento precisam ser obrigatoriamente investidos seguindo o que diz o contrato acordado. Neste contexto, o financiamento no agronegócio destina-se especificamente às atividades ligadas ao ambiente rural.

O capital obtido por meio do financiamento no agronegócio destina-se a produtores rurais e cooperativas ou associações de produtores rurais. Geralmente, tais créditos são oferecidos com condições especiais quanto ao pagamento. Também há menores taxas de juros quando comparados aos empréstimos e financiamentos semelhantes no mercado financeiro.

Seu objetivo central é prover estímulos para novos investimentos, que ajudarão no custeio da produção, melhora da infraestrutura e comercialização de produtos agropecuários nos mais diversos segmentos ligados ao ambiente rural.

Como obter o crédito do financiamento no agronegócio?

O financiamento no agronegócio pode ser obtido tanto por pessoas físicas quanto pessoas jurídicas que se dediquem às atividades rurais, associações de produtores rurais e cooperativas de produtores rurais.

Para solicitar o crédito do financiamento, todo produtor ou empresa rural deve apresentar um projeto, plano ou orçamento que realmente justifique a necessidade para o valor solicitado. Este projeto deve ser apresentado às instituições financeiras (públicas e privadas) e cooperativas de crédito.

Devido à importância do agronegócio brasileiro, são diversas as linhas de crédito oferecidas a produtores rurais que visam estimular os investimentos realizados pelas cooperativas e pelos produtores rurais, desde o plantio e compra de máquinas até processos ligados à comercialização.

Na atualidade, há inclusive fontes de financiamento no agronegócio específicas destinadas a projetos piloto de internet das coisas e big data, tecnologias modernas consideradas protagonistas no campo.

Principal problema na captação de um financiamento

Sem dúvidas, o agronegócio brasileiro representa um dos setores mais dependentes das linhas de financiamento, dados os altos custos para a realização de seus investimentos anuais, além do alto risco sempre inerente ao setor.

Neste sentido, há dois lados de uma mesma moeda. De um lado estão os investidores (que oferecem o financiamento), do outro lado está o produtor rural (que precisa do crédito para investir).

Os investidores enxergam no Brasil um destino relativamente estável e confiável – por isso investem no agronegócio brasileiro, mas não abrem mão de resguardarem-se de garantias de retorno de seu capital com lucro. Por isso, possíveis problemas não recaem sobre esses investidores, mas sim diretamente sobre o produtor.

Por essa razão, é fundamental que você esteja sempre precavido e preparado para captar o investimento com a máxima segurança. Para isso é imprescindível elaborar uma eficiente e fundamentada análise das necessidades quanto ao crédito.

E é neste contexto que paira o perigo. Isso porque um dos principais problemas quando o produtor busca captar um investimento no agronegócio está relacionado ao desconhecimento sobre os relatórios contábeis.

Esse desconhecimento pode ter como consequência a incapacidade de pagar o investimento obtido, deixando a empresa rural no vermelho.

Como resolver este problema do desconhecimento?

Para resolver (ou ao menos reduzir) os efeitos de um financiamento no agronegócio que não pode ser pago, algumas metodologias precisam ser utilizadas. Essas metodologias são responsáveis por ajudar o produtor a entender seu negócio do ponto de vista financeiro.

Através das metodologias, você conseguirá apurar os relatórios contábeis da sua empresa rural, auxiliando no entendimento da saúde financeira e na necessidade (ou não) de realmente buscar uma linha de investimento do agronegócio.

Essas metodologias baseiam-se na aplicação de questionários que você deve fazer dentro do seu negócio. Com as respostas, será possível obter as informações necessárias e suficientes para elaborar os demonstrativos contábeis utilizados na análise da sua empresa.

Primeiramente, questões mais generalistas sobre seu negócio devem ser realizadas, como o número de funcionários, quantidade produzida e comercializada do seu produto, sua sazonalidade, produto com maior faturamento (se existir mais de um) e, principalmente, o tipo de controle financeiro interno realizado.

Caso você identifique que não tem um controle financeiro eficiente, você deve verificar o porquê disso. A razão da não eficiência quanto ao controle financeiro é a falta de conhecimento técnico? Falta de interesse? Dados não foram obtidos porquê?

De fato, os motivos para a falha financeira podem ser vários. Por isso, para conhecer a razão relacionada ao seu negócio, você deve fazer um questionamento ainda mais completo que aborde todas as questões específicas da área financeira da sua atividade.

Estas questões são bastante variadas e complexas, com enquadramentos específicos para cada atividade, mas basicamente englobam:

  1. Qual é o faturamento mensal, anual e por safra da sua empresa rural?
  2. Como você realiza suas vendas? Vende à vista? A prazo?
  3. Qual o custo dos produtos vendidos? Do total faturado, quanto é pago a fornecedores e quais os custos diretamente ligados essencialmente à produção?
  4. Quais as despesas que a sua empresa tem (em valores), por exemplo, salários, água, luz, telefone, combustíveis, manutenção etc?
  5. Qual é o prazo médio para pagamento de fornecedores?
  6. Quanto é gasto com a folha de pagamentos (salários e encargos de funcionários)?
  7. Quais impostos são pagos? E em valores?
  8. Minha empresa cumpre todas as normas trabalhistas que deveria em relação aos funcionários?
  9. Qual foi o investimento inicial feito para que a empresa pudesse iniciar suas atividades? Estes recursos foram provenientes de capital próprio ou de alguma outra fonte? Qual a porcentagem de cada um e os valores em reais?
  10. Quanto capital possuo em bancos ou em caixa?
  11. Quanto minha empresa possui de estoque (matérias-primas e produtos acabados)?
  12. A empresa tem alguma dívida com bancos ou alguma outra instituição? Quais são essas dívidas, taxas de juros pagas, periodicidade de pagamento e prazos para pagamento?
  13. Quanto há de imobilizado na empresa (valor a preço de venda)?

Estas respostas podem guia-lo sobre a saúde financeira do seu negócio. Mas, mesmo que você tenha todas elas, fica ainda uma questão a ser resolvida: como entender todos esses números, dados, valores e gráficos para somente depois captar um financiamento no agronegócio?

A resposta para isso é: sempre adquira conhecimento!

Ao investir seu tempo e seu capital em um bom curso de gestão do agronegócio, você terá todo o respaldo para conseguir gerenciar seu negócio de uma forma mais eficaz, possibilitando que você consiga fazer uma análise de viabilidade econômica do seu negócio, identificando alternativas de capacitação de recursos e comercialização.

Com esse conhecimento sobre a gestão financeira, você estará atento às novidades do setor rural, bem como garantirá a qualidade e a produtividade do seu negócio, definindo o melhor destino para os investimentos no agronegócio, visando otimização da produção e uso racional dos recursos.

Portanto, se você pretende buscar as diversas formas de investimento no agronegócio hoje oferecidas, você deve primeiramente ter conhecimento sobre como fazer a análise financeira para que consiga entender seu negócio.

Somente assim você poderá obter o financiamento que melhor se adeque ao seu negócio, diminuindo possíveis comprometimentos com as instituições financeiras, devido à dificuldade de pagamento do mesmo.

Quer saber mais sobre a gestão do agronegócio? Então o convidamos a conhecer mais sobre a importância de um bom controle da gestão do agronegócio.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM DE:

Comentários:

Século XXI Conveniada FGV - Cursos de MBA, Gestão Empresarial, Gestão Comercial

© 2018 - Todos os direitos reservados

Fundada em fevereiro de 2000, a Século XXI Desenvolvimento Organizacional Ltda. é uma empresa com atuação na área de prestação de serviços em Educação Continuada e Consultoria, com foco no setor empresarial. É conveniada da Fundação Getulio Vargas - FGV Management para as regiões Centro-Oeste, Sudoeste e Alto Paranaíba, do Estado de Minas Gerais.

Século XXI Conveniada FGV - Cursos de MBA, Gestão Empresarial, Gestão Comercial, Avenida São Vicente, 469 - 1º andar - Centro
Tel.: +55 (37) 3212-9525